Depoimentos | Islândia Brasil



DEPOIMENTOS

Eu fui para a Islândia!


Fatima e Josué Teixeira, do Rio de Janeiro (RJ)

“Estivemos na Islândia em maio desse ano através da Islândia Brasil, que tratou de todos os detalhes da nossa maravilhosa viagem, desde as passagens aéreas, hospedagem, passeios, ingressos, automóvel, guia, enfim, tudo.

Não poderíamos ter uma experiência melhor naquele país deslumbrante, onde a terra parece "viva". Ela respira, pulsa, aquece e ao mesmo tempo, resfria. Tudo intenso.

Nosa guia Marina foi outro ponto alto, sempre nos dando todas as informações, nos levando a lugares lindos, contando várias lendas locais, descrevendo-nos como vivem os islandeses, do que gostam, sua cultura e seus hábitos e além disso, excelente motorista.

Ir à Islândia foi uma aula de geografia, ao vivo, onde você pode observar a natureza em sua forma primitiva.

Por tudo isto, gostaríamos de agradecer ao Pedro e ao Bruno toda assistência prestada, o profissionalismo e a qualidade do serviço que ofereceram.

Foi uma viagem inesquecível.”

Fatima e Josué viajaram para a Islândia com o Islândia Brasil em abril de 2017.

Percio Martins e família, de Itu (SP)

“Em nome da família Martins, eu quero agradecer pelo atendimento e profissionalismo da Islândia Brasil, vocês foram ótimos!

Nossa visita à Islândia foi perfeita graças ao trabalho sério e muito bem elaborado por vocês, toda organização da nossa viagem com roteiros, mapas, estadias e dicas oferecidas pela sua equipe foram essenciais para o sucesso da nossa viagem.

Deixo aqui registrado nosso muito obrigado desejando a você e toda equipe muito sucesso.”

A família Martins viajou para a Islândia com o Islândia Brasil em junho de 2016.

Álvaro e Fernanda Ferraz, de Recife (PE)

“Passamos as festividades de ano novo de 2015-2016 na Islândia. Em uma programação de 5 dias procuramos ir nas principais atrações da capital e do sul da ilha. Realmente um pais fantástico cheio de belezas naturais e atividades de encher os olhos de qualquer turista.

Quero também registrar o profissionalismo, seriedade, pontualidade e disponibilidade do Pedro Salassié que montou uma programação perfeita com tudo funcionando no horário e como combinado. Ficamos 2 dias com a guia portuguesa Marina, que além de nos mostrar o sul da Islândia e suas belezas, se mostrou disponível e sempre muito atenciosa.

Recomendo demais conhecer este "tesouro" de belezas naturais que é a Islândia.”

Álvaro e Fernanda viajaram para a Islândia com o Islândia Brasil em dezembro de 2015.

Rogério e Thais Souza, de São Paulo (SP)

“Boa tarde, Pedro!

Escrevo para agradecer pela organização da viagem que fiz com minha filha à Islândia. A viagem foi ótima. Deu tudo completamente certo. A Islândia é maravilhosa em todos os aspectos. A natureza é excepcional, o povo muito amável e as condições para o turista são ótimas. Ficamos em ótimos hotéis, aproveitamos todas as dicas que nos foram sugeridas por você e nada deu errado.

Muito obrigado por tudo. Certamente numa outra oportunidade entrarei em contato para utilizar o serviço de vocês.”

Rogério e Thais viajaram para a Islândia com o Islândia Brasil em julho de 2015.

Paulo Moreira, de Curitiba (PR)

“Era um sonho de criança conhecer a Islândia. Pesquisei muito até encontrar o site Islândia Brasil, que tem um tour em português. Fiz um contato por telefone com o Pedro e acertei a viagem.

Pedro é uma pessoa extremamente séria, correta, e muito amável. É um entusiasta pela Islândia (quem não se apaixona por uma terra como aquela?).

Digo que foi a melhor excursão que fiz. Tudo perfeito, os hotéis (só reclamo das camas, muito macias - mas parece ser o costume local - e da falta de cortina blackout nas janelas), o roteiro, a comida, povo receptivo, etc. O guia foi o Sr. Ivo, não um simples guia, mas uma pessoa culta, educada, gentil, conhecedora profunda do país.

A Islândia superou minhas expectativas, a terra do fogo e do gelo é um país fascinante, não há um dia em que a paisagem seja igual. Em alguns lugares parece que se está na Lua ou em Marte (nunca estive nesses astros, lógico, mas é a ideia que tenho deles) de tão exóticos. É maravilhoso. Sem dúvida nenhuma, voltaria com prazer (e através da Islândia Brasil).”

Paulo viajou para a Islândia com o Islândia Brasil em maio de 2015.

Gino, Rosa e Vanessa Ikemori, de São Paulo (SP)

“Somos uma família de viajantes. Uma das melhores coisas do mundo é quando um lugar te encanta tanto que a viagem ainda nem terminou e você já está fazendo planos para voltar. Foi assim conosco na Islândia. Um país lindo, com paisagens incríveis, de costumes e clima muito diferentes e de pessoas muito acolhedoras. Tivemos o “azar” de pegar o novembro mais quente dos últimos anos, o que foi frustrante para quem queria encarar frio e neve. Mas nem a chuva (todos os dias!!!) estragou nosso passeio. Dirigimos por uma parte do país e foi incrível; cada lugar, cada hotel, cada parada foi especial em sua maneira. E fechamos com chave de ouro, vendo a aurora boreal. Só temos a agradecer à Islândia. A viagem não teria sido a mesma sem sua ajuda.”

A família Ikemori viajou para a Islândia com o Islândia Brasil em novembro de 2014.

Valéria Lagrange, do Rio de Janeiro (RJ)

"A viagem à Islândia foi perfeita: belas paisagens, culinária exótica e saborosa, cultura e aventura combinadas na dose certa. A terra do fogo e do gelo tem muito a oferecer ao visitante, em um ambiente super seguro e de uma paz incrível.

Os guias, no Brasil e na Islândia, sempre prestativos, tiraram todas as dúvidas, deram todo apoio e me contagiaram com seu conhecimento e paixão por esse belíssimo país. Já estou fazendo planos para a volta!"

Valéria viajou para a Islândia com o Islândia Brasil em setembro de 2014.

Fernando Peixoto, de São Paulo (SP)

"Bom dia, Pedro!

Com relação ao Hotel Frón, realmente a localização é perfeita, tudo de melhor está bem pertinho! Eu gostei muito do café da manhã e do aquecimento interno que deixa a gente bem à vontade! Minha única queixa é com relação ao colchão do quarto em que fiquei, achei muito flácido e a água da torneira tinha um certo odor!* Mas tudo bem, não estava lá para curtir o hotel e sim os lugares!

Olha, eu gostei de todos os passeios, gostaria de ter ido mais tempo pra conferir outros lugares! Paisagens incríveis, tudo muito diferente, até o cavalo de lá é diferente! Andar de snowmobile foi realmente sensacional, que delícia a Lagoa Azul, a aurora consegui ver melhor em Akureyri, é realmente indescritível! Tive a sensação de ter visitado outro planeta quando vi as praias, as montanhas, as geleiras, os gêiseres e as cachoeiras! A-do-rei!!!

Provavelmente voltarei no mês de junho daqui a uns 2 ou 3 anos para conhecer outras partes, como Skaftafell, a cachoeira Dettifoss, a geleira Vatnajökull, a lagoa glacial Jökulsárlón, etc.

Mais uma vez, obrigado por tudo!"

* Observação do Islândia Brasil sobre o odor na água: é normal em todas as torneiras e chuveiros de água quente na Islândia um odor um tanto desagradável parecido com ovo podre, por causa do enxofre presente na água vulcânica do país. A água na Islândia não é aquecida artificialmente, ela vem naturalmente do subsolo extremamente quente para o encanamento das cidades, preservando o odor. A água fria também vem diretamente das fontes, mas por não ser de origem vulcânica, é gelada naturalmente e é mineral, de qualidade superior às que temos aqui no Brasil.

Fernando viajou para a Islândia com o Islândia Brasil em fevereiro de 2014.

Rebeca e Jessica Curado, de São Paulo (SP) e Berlim, Alemanha

"O que dizer da Islândia? É simplesmente um lugar mágico. De uma beleza absurda ao meus olhos. Eu e minha irmã ficamos 1 semana em Reyjavík e logo no primeiro dia de passeio fizemos o city tour, conhecendo os principais pontos. No mesmo dia iríamos ver a aurora, mas infelizmente nesse dia não houve devido ao mau tempo.

Nosso segundo passeio foi o Círculo de Ouro, no qual pegamos 0°C com sensação de -15°C na cachoeira Gullfoss, o que só acrescentou mais beleza ainda a paisagem. Ali também provamos a tradicional sopa de cordeiro, a melhor que já comi na minha vida!

Também realizamos o Litoral Sul com caminhada na geleira e por sorte tivemos um dia ensolarado. Na mesma noite, tentamos pela segunda vez ver a aurora boreal e conseguimos. É um espetáculo inacreditável...

Nosso último passeio infelizmente foi cancelado devido ao mau tempo e todos os responsáveis se prontificaram a nos auxiliar. Principalmente, nosso contato no Brasil, Pedro, que no mesmo dia entrou em contato com a agência islandesa. Aliás, as pessoas são todas prestativas, atenciosas e, principalmente os guias, pontuais.

Para mim, conhecer esse país tão belo foi realizar um dos meus maiores sonhos e espero voltar em breve."

Rebeca e Jessica viajaram para a Islândia com o Islândia Brasil em novembro de 2013.

Andréa e Luis Cojorian, de Brasília (DF)

"A Islândia é realmente muito linda, um misto de Patagônia com Nova Zelândia e Reykjavík parece uma cidade de bonecas, com casinhas lindas e coloridas e tudo é muito limpo. Além do mais, as pessoas são simpáticas e receptivas e estão sempre dispostas a conversar e a fazer novas amizades.

Gostamos de tudo, o país tem belezas incríveis, como por exemplo a lagoa glacial Jökulsárlón, que tem visuais fantásticos e o país todo tem muitos lagos azuis, cachoeiras grandiosas e belíssimas montanhas, geleiras e há, ainda, a possibilidade de avistar baleias.

Os passeios Joias do Norte (que se faz a partir da cidade de Akureyri), lagoa glacial Jökulsárlón e passeio de snowmobile são realmente imperdíveis! Ah, e para quem, como eu, que não gosta de comida diferente, não precisa se preocupar, pois Reykjavík e Akureyri têm restaurantes maravilhosos de massas e pizzarias excelentes, fiquei impressionada.

Outra coisa, lá na Islândia, no alto verão, é bem friozinho para a gente que é brasileiro e chove bastante, então é bom levar o guarda-roupa completo com luvas, botas e casacos reforçados."

Andréa e Luís viajaram para a Islândia e para a Groenlândia com o Islândia Brasil em 2013.

Alfonso Macias e Edna Castelo Branco, do Rio de Janeiro (RJ)

"Foram muitas as emoções passadas naquele país maravilhoso chamado Islândia. Vivemos a novidade de passar 13 dias sem noite, a liberdade de poder andar sem violência pelas ruas, o acolhimento real do povo para com os estrangeiros, a delícia de respirar ar puro e de beber água leve e limpa todo o tempo, onde perder o fôlego só por paisagens de descolar a retina. Se ainda vale responder por que você ama a Islândia, nós diríamos que é porque a Islândia nos traz uma sensação de que o ser humano ainda tem chance de viver em paz consigo e com a natureza a seu redor."

Alfonso e Edna viajaram para a Islândia em 2013.

Esther Gonçalves, de São Paulo (SP)

"Pedro, ainda estou aqui, em Akureyri. Os passeios foram maravilhosos. No passeio da aurora boreal o clima não ajudou, depois comprei o passeio em um dia de céu limpo durante o dia em Reykjavík, as estrelas e aurora foram de tirar o fôlego. Fiz um passeio ótimo no norte, aurora com visita a Mývatn, com banho na lagoa local, incrível! Sim, o vento durante o festival Iceland Airwaves foi impressionante, reflexo do furacão Sandy. Na mesma noite, saindo de um show, vi a aurora muito forte! Este lugar é um ímã!

[...]

O show do Sigur Rós foi um grande empurrão. O senhor presidente estava lá. Vou ver o Sigur novamente em Lisboa, em fevereiro. Björk estava sentada na minha mesa, no Kex, durante o show do Shabazz Palaces, enfim... isso é um sonho.

Takk takk takk!"

Esther viajou para a Islândia em 2012.

Cida Salassié, de Nova Petrópolis (RS)

"Ter visitado a Islândia foi uma das viagens mais significativas para mim. Chegar lá me fez sentir em um planeta diferente, em uma terra mágica, de paisagens peculiares, exóticas e ao mesmo tempo singelas como as pessoas.

Sim, os islandeses são mansos, afáveis e receptivos. Nada é complicado. Senti-me muito segura em qualquer lugar onde andei. Ainda mais no verão, quando se pode ficar na rua até bem tarde, já que o sol não se põe.

As ruas de Reykjavík são mimosas e limpas. É uma delícia caminhar na rua principal do centro (Laugavegur), olhar as vitrines diferentes, apostar na compra de souvenirs locais, porque iguais não se encontram em lugar nenhum, em especial as bijuterias e joias de pedras vulcânicas.

Os gêiseres, as cachoeiras, os puffins, são um espetáculo ímpar. Por falar em puffins, encontrei-os todos juntos em Grímsey, ilha com uma população de 100 habitantes, aonde se vai em um pequeno avião, com capacidade para oito pessoas. Uma delícia de lugar e paisagem, onde se escuta o som do silêncio.

Em resumo, para quem quer um turismo exótico e calmo, a Islândia é a pedida."

Cida viajou para a Islândia três vezes, em 2009, 2011 e 2014.

Bruna Lodi, de Porto Alegre (RS)

"Primeiro dia ficamos pela cidade, caminhando e olhando as lojas. O tempo estava bem bom. E nem estava tão frio. Saí sem luvas, com pouca roupa. No segundo, saímos para um tour, fomos para a costa sul, até Vík, parando no parque nacional, depois nas cachoeiras Seljalandsfoss e Skógafoss. Eu amei Vík! E olha, nesse dia estava ventando muito!

Nos dias do festival, acabamos ficando só por Reykjavík durante o dia. Até porque em vários cafés perto do hotel rolavam showzinhos acústicos. Bom, o festival (Iceland Airwaves) foi assim... sem palavras!

O segundo show conhecido que vimos foi do Of Monsters and Men, e é demais. Todos são super cativantes. Foi lá na Harpa. Que BELO lugar, em caps lock mesmo. Ah, na Harpa a chapelaria é sem controle nenhum. E eu, brasileira acostumada a ser desconfiada, fiquei pensando que alguém poderia pegar. Mas né, na Islândia isso jamais aconteceria. Ah, e fomos muito em livrarias por lá. E dois dias nevou, bem fraquinho.

Fomos no famoso cachorro-quente de lá. E meu deus, como é bom! Depois que fomos pela primeira vez, fomos mais umas três lá. Aí chegou o dia do Sigur Rós. Melhores duas horas da minha vida. A sensação de ver uma banda que tu ama, no país dela, com gente de todas as idades amando tudo aquilo... é incrível.

Fomos pra Gullfoss e ver os Geysir. A Gullfoss eu amei! Pena que o dia estava feio e chuvoso. Mas não poderíamos reclamar porque foi o primeiro dia de chuva lá. No outro dia fomos pra Lagoa Azul. Devia estar uns 5 graus. E o dia também estava bem feio. Achei uma experiência deliciosa, mas meu cabelo... ficou duro por três dias. Na volta fomos pra cidade e comer o cachorro-quente de novo.

A viagem foi toda maravilhosa. Eu adorei as pessoas! Achei todo mundo super prestativo, sempre querendo ajudar. Quanto aos preços, economizei uns oito meses porque estava super preocupada com a comida, mas posso te dizer que não achei tão caro assim. O que não conheci e queria muito era a Jökulsárlón. A aurora apareceu um pouquinho em um dia do festival. Nos outros falaram que o clima não estava colaborando. Mas né, fica pra outra vez? Acabei pensando assim pra ter mais motivos pra voltar.

Eu amei demais aquele lugar e ainda estou triste por ter voltado (ou também por não ter nascido naquele lugar). Tu estavas certo, eu vou querer voltar, logo!"

Bruna viajou para a Islândia em 2012.

Caio Ferri, de Dourados (MS)

"Durante 2008 e 2009 eu subi a Ásfjall quase todo dia, é a menor montanha da Islândia. De lá dá pra ver boa parte de Hafnarfjörður e um pouco do mar. É um lugar muito interessante e eu ia lá para pensar, empilhar pedras, ficar escutando música. Não tem nada de muito especial na Ásfjall, fora os momentos que eu passei lá. Acho que quem for pra Islândia deve passar por lá. Quem sabe não encontra a paz que eu deixei no meio daquelas pedras? É um ótimo lugar para se tomar decisões."

Caio morou na Islândia fazendo intercâmbio pelo Rotary International.