Informações para a viagem: Telefones e internet | Islândia Brasil



INFORMAÇÕES PARA A VIAGEM

TELEFONES E INTERNET

Telefones


Ligações para a Islândia a partir do Brasil necessitam da utilização do código de país, que é o 354. Todos os números de telefone na Islândia possuem sete dígitos e não há código de área. Números que se iniciam com 6 e 8 são de celular. Nenhuma chamada é considerada de longa distância dentro do país.

Para ligar para a Islândia: digite o código de acesso para ligações internacionais (00 no Brasil), o código da operadora desejada, e 354. Após isso, o número de sete dígitos.

Para fazer ligações internacionais da Islândia: digite 00, então o código de país (o do Brasil é 55), então o código de área e o número. As tarifas não variam conforme o horário.

Para auxílio à lista, de dentro da Islândia: para números da Islândia, ligue 118; para conseguir números de todos os outros países, ligue 114. Para auxílio de telefonista dentro da Islândia: ligue 115. As listas telefônicas islandesas podem ser encontradas nos telefones públicos e listam os moradores pelo primeiro nome e profissão. Uma lista telefônica online pode ser encontrada no site simaskra.is.

Números gratuitos: os números islandeses começando com 800 são gratuitos, mas ligar para eles do Brasil conta como fazer uma chamada internacional.

Chamadas a cobrar: Para fazer uma ligação a cobrar da Islândia para o Brasil, utilize o serviço de telefonista através do número específico. Ligue para 533-5019.

Telefones públicos: telefones operados com moedas ou cartões telefônicos podem ser difíceis de encontrar, mas quase certamente uma agência dos correios terá um. A cabine telefônica mais fácil de ser utilizada fica na avenida Lækjargata, perto da esquina com a rua principal. Usar um telefone público para fazer uma chamada sairá mais barato do que ligar do hotel. As tarifas para ligações dentro da Islândia variam de acordo com o horário. Cartões telefônicos podem ser encontrados com facilidade nas agências dos correios, postos de gasolina e mercados. O de menor valor é o de 500 kronur (R$ 15). Cada vez mais os telefones públicos aceitam cartões de crédito.

Cartões telefônicos internacionais: são facilmente encontrados em postos de gasolina e lojas de conveniência em todo o país. Esses cartões normalmente possuem melhores tarifas do que chamadas feitas diretamente dos hotéis ou de telefones públicos. Os centros de informações turísticas vendem estes cartões e possuem também telefones destas empresas de telefonia internacional. Os preços para ligações ao Brasil são muito baixos. O minuto para ligar para telefone fixo do Brasil é de R$ 0,10. Para celular, R$ 0,45.

Celulares


A Islândia possui um dos maiores números de celulares per capita do mundo, e a cobertura é excelente nas regiões habitadas. A "Rodovia do Anel" que circunda a Islândia é completamente coberta.

Assim como no Brasil, os celulares usam GSM com um chip chamado cartão SIM. Verifique com sua operadora, antes de viajar, se seu aparelho é compatível com os destinos visitados, dentre eles a Islândia. A maioria dos aparelhos é. Faça também a liberação para utilização internacional. Você receberá as informações do atendente e, no caso de algumas operadoras, até mesmo uma cartilha por e-mail.

VoIP


Se você tiver acesso à internet durante a viagem, certifique-se de instalar um programa de Voice over Internet Protocol, ou VoIP. O mais conhecido é, sem dúvida, o Skype (skype.com), que te possibilita fazer chamadas internacionais gratuitas a partir de seu notebook ou em uma lan house. Mas leve em consideração de que a outra pessoa, que você irá ligar, precisa também ter o programa, que é gratuito.

Com seu próprio computador


Vários fatores fazem da Islândia um bom lugar para você levar seu computador: o Wi-Fi disponível em todos os lugares; a dificuldade em encontrar computadores para acesso público; o alto custo desses computadores; e a baixa criminalidade. Em Reykjavík e Akureyri você não terá problemas em encontrar um café com Wi-Fi, mas no restante do país você terá que perguntar aos moradores. Soluções criativas – e bem brasileiras – podem ser encontradas, como se sentar em recepções de hotéis (você dificilmente será colocado para fora) ou então ficar na porta de bibliotecas públicas depois de fechadas. O aeroporto internacional de Keflavík possui um hotspot gratuito na Kaffitár, na região das partidas.

Se você não tiver Wi-Fi em seu hotel, a maioria dos hotéis de categoria turística superior oferecem cabos para internet de alta velocidade para notebooks. Ligue para seu hotel com antecedência e veja o que eles oferecem. Lembre-se também de levar a tomada para recarregar, e talvez um cabo de rede (Ethernet). Assim como em outros países europeus, a eletricidade na Islândia é de 220V, 50 Hz AC, e as tomadas são como as antigas do Brasil, com dois pinos redondos. Tomadas do modelo antigo brasileiro (até 2011) não necessitam de qualquer adaptador. As modernas de três pinos necessitam de um adaptador simples. Lembre-se que pode ser necessário um transformador ou um adaptador de viagens, que alteram também a voltagem.

Sem seu próprio computador


Algumas acomodações (principalmente as de categoria turística) oferecem um computador para seus hóspedes, na recepção. Entretanto, a maioria não oferece, então a melhor opção é a biblioteca pública, que normalmente cobra valores baixos por hora. Alguns centros de informação ao turista e cafés possuem terminais com acesso à internet, por valores mais altos.